Quem sou eu

Minha foto
Publicarei noticias esportivas de guarapuava e região , e algumas fotos da história do futebol em guarapuava .

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

HISTÓRIAS DE GUARAPUAVA (3)


Foto: HISTORIA DE GUARAPUAVA
O PASSADO QUE NAO È CONTADO NAS ESCOLAS...
Diogo Pinto Azevedo Portugal o homenageado com uma estatua em nossa cidade foi um militar disciplinado, duro, experiente conhecedor dos campos de Guarapuava. Ecos do terror foi encontrados relatos de pessoas da epoca que passaram pela nossa regiao em 1820. Era um temor generalizado do Coronel quem lembra os tempos sob suas ordens. Quando iniciou-se as obras do caminho de Guarapuava sendo que os habitantes do lugar foram forcados a trabalhar nelas, nao recebendo soldos e eram tratados com extrema severidade. Mais de mil pessoas tinham abandonados o distrito para se refugiar na provincia de Rio grande do Sul ou na cidade de Castro, deixando para traz suas casas abandonadas em ruinas. Quando essa noticia se espalhou houve dessolacao de todas as familias a maioria do habitantes preferiu fugir ter que se embrenhar naquele sertao infestado de selvagens a ter que trabalhar sem nenhuma paga longe de suas mulheres e filhos, submetidos a um regime extremamente rigoroso sob a chefia de um homem habituado a dura disciplina militar. De modo que a fuga de Guarapuava foi a estrategica de resistencia das classes subalternas.O genio truculento de Azevedo Portugal nao e exaltados nas palavras de escritores e pesquisadores maioria descendentes que ilusttravam uma imagem honrada do seu antepassado. A conquista de Guarapuava nao foi tao pacifica como exalam alguns autores.Guarapuava tem um passado que nao pode ser esquecido...

HISTORIA DE GUARAPUAVA
O PASSADO QUE NÃO É CONTADO NAS ESCOLAS...

Diogo Pinto Azevedo Portugal o homenageado com uma estatua em nossa cidade foi um militar disciplinado, duro, experiente conhecedor dos campos de Guarapuava. Ecos do terror foi encontrados relatos de pessoas da época que passaram pela nossa região em 1820. Era um temor generalizado do Coronel quem lembra os tempos sob suas ordens. Quando iniciou-se as obras do caminho de Guarapuava sendo que os habitantes do lugar foram forcados a trabalhar nelas, não recebendo soldos e eram tratados com extrema severidade. Mais de mil pessoas tinham abandonados o distrito para se refugiar na província de Rio grande do Sul ou na cidade de Castro, deixando para traz suas casas abandonadas em ruínas. Quando essa noticia se espalhou houve dessolacão de todas as famílias a maioria do habitantes preferiu fugir ter que se embrenhar naquele sertão infestado de selvagens a ter que trabalhar sem nenhuma paga longe de suas mulheres e filhos, submetidos a um regime extremamente rigoroso sob a chefia de um homem habituado a dura disciplina militar. De modo que a fuga de Guarapuava foi a estratégica de resistência das classes subalternas.O gênio truculento de Azevedo Portugal não e exaltados nas palavras de escritores e pesquisadores maioria descendentes que ilustravam uma imagem honrada do seu antepassado. A conquista de Guarapuava não foi tao pacifica como exalam alguns autores.Guarapuava tem um passado que não pode ser esquecido...

Nenhum comentário: