Quem sou eu

Minha foto
Publicarei noticias esportivas de guarapuava e região , e algumas fotos da história do futebol em guarapuava .

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

GREMIO OESTE VICE CAMPEAO DA TAÇA DOS CAMPEÕES EM 1960

1º partida da final
Gremio Oeste 0 x 2  Real( Campo Largo)
gols- Juarez e Osmar (Real)
Juiz- Eloi Turra

GRÊMIO OESTE- Simpatico, Fifi, Ico, Milton, Teixeira, Heron, Motiela, Valter, Dadico, Charuto, Nevinho.

REAL- Atos, Neno, Iran, Leocadio, Euclides, Vitorelli, Castilho, Bidio, Juarez, Osmar e Valdomiro.

2º partida (decisão)
Real 5 x 0 Grêmio Oeste
gols-Bidio(2), Euclides e Osmar

REAL- Atos, Neno, Iran, Leocadio, Euclides, Vitorelli, Castilho, Bidio, Juarez, Osmar e Valdomiro.
GRÊMIO OESTE-Simpatico, Valdir, Ico, Heron, Teixeira, Kloster, Dadico, Motiela, Valter, Charuto e Nevinho.



Revirando o passado...
Se você pretende contar alguma história terá que apoiar-se em documentos, afirmação de Langlois e Seignobos. Revirando arquivos do passado me confrontei com um recorte da história do nosso glorioso Grêmio Esportivo do Oeste. Em uma revista de circulação nacional, Esporte ilustrado nº254 de 18-02-1943, um belo artigo dando as boas vindas à nova agremiação que surge nas terras dos pinheirais, este foi o titulo assinado pelo Sr Altino Borba (correspondente especial). O tricolor deu a primeira ponta pé na pelota foi um ano antes, mais a divulgação a nível federal é merecedora de credito. O comentador da revista ainda enaltece que novas entidades estão surgindo no interior do estado do Paraná, e coloca em relevo o entusiasmo verificado em Guarapuava e também em outras localidades, aonde a mocidade vem empregando a fundo no sentido de conservar aceso o ardor pela pratica dos exercícios físicos, notadamente o velho futebol. No início de sua atividade esportiva o Grêmio Oeste venceu alguns campeonatos e festivais esportivos que poderemos dizer “oficiosos”. O futebol já era popular na cidade e o Grêmio foi fundado por membros da elite econômica da época, por isso ficou conhecido como “Pó de Arroz”, pois surgiu para contrapor outra agremiação destaque no município que era o Guarapuava esporte clube. O futebol já estava enraizado em todas as classes sociais na cidade as divergências políticas debatiam fora das quatro linhas. Com a fundação da casa mater do nosso futebol a Liga, entidade que surgiu para regulamentar os conflitos entre os praticantes pregar a harmonia e “oficializar” o certame amador e o tricolor levou de balaio os títulos, sagrando-se hepta - campeão. Com essa desempenho inigualável surgiu à aposta em certame amador estadual regido pela Federação PR, no ano de 1960, foi um Torneio precursor da Taça Paraná até hoje vigente no estado. Os campeões de cada cidade se confrontavam em mata-mata até surgir o grande vencedor. O tricolor passou por dificuldades no inicio mais eliminou o Ypiranga da cidade de Palmeira, na seqüência abateu a forte agremiação do Olímpico da vizinha cidade de Irati, no sacrifício das penalidades máximas 5 x 4 , Charuto finalizou todas as cobranças  para o Grêmio e Dallegrave do adversário não teve o mesmo êxito e errou a ultima cobrança.Festa na nossa cidade tínhamos pela primeira vez um representante numa final de certame a nivel estadual.Mesmo a tristeza da derrota nos dois jogos finais perante o Real de Campo Largo não desestabilizou no representante  que foi galgando anos após anos, mais títulos na cidade até chegar ao ápice , como o primeiro representante de Guarapuava em uma competição a nivel profissional, que marcou a melhor fase desta agremiação e do nosso futebol também.
Fonte- Parana esportivo(1960)

GRÊMIO ESPORTIVO DO OESTE VICE CAMPEÃO TAÇA PARANÁ 1966

GRÊMIO OESTE TAÇA PARANÁ EM 1966



O tricolor Guarapuavano, o saudoso Grêmio esportivo do Oeste na sua trajetória futebolística, foi um orgulho para nossa cidade. Teve a honra de ser nossa primeira agremiação nos representar numa competição profissional . Mas antes disso acontecer mostrou-se um grande representante do nosso futebol amador .Recapitulando, em 1960, já  nos extinto torneio dos campeões do interior do Parana chegou na segunda colocação. Passados alguns anos foi o nosso representante na terceira edição da Taça Paraná , a cidade exalava futebol, cada esquina e bares estavam os torcedores falando bem das suas equipes e também apedrejando os adversários. Mais o Grêmio Oeste era a bola da vez a cidade se uniu para torcer para o tricolor e este retribuiu com uma grande campanha. O regulamento da FPF era do tipo mata-mata, nosso representante estreou contra a equipe do DER de Campo Mourão e perdeu na casa do adversário pelo placar de 2 x 1, mas no jogo de volta furou as redes contraria  e venceu por 3 x 0 , levando o jogo para a prorrogação e venceu por 1 x 0. O entusiasmo germinou , mobilizou-se novamente fora do seus domínios até o norte do estado enfrentou o Agroceres da cidade de Jacarezinho e sem dó, voltou com o placar favorável de 2 x1, já no jogo de volta no Bororó massacrou e com facilidade fez 5 x 2. A torcida lotava o estádio e aguçava os jogadores que retribuíam com belos espetáculos de futebol.Prosseguiu mais uma vez jogando fora de casa ,agora em Londrina opositor era o Corinthians , forte agremiação da capital do café e segurou o impeto do adversário trazendo um valioso empate para o jogo de volta 2 x 2 . Alegria geral , a comunidade em festa, lotou mais uma vez as dependência do Bororó e o tricolor emplacou 3 x 1 e com estes resultados adquiriu a vaga para a final da competição, enfrentaria o forte time da capital do Parana o Trieste que procurava o bi campeonato. O povo guarapuavano esperou este poderoso adversário com banda tocando, entre os torcedores ,autoridades e ilustríssimos cidadãos todos querendo um lugar na foto e com dois gols de Xereta e um de Motiela terminou 3 x 1 e saímos na frente em busca do titulo. A imprensa de Curitiba elogiou a equipe  do interior e seus torcedores, o próximo encontro aconteceu em Santa felicidade e não suportamos a pressão em levamos o troco pelo mesmo placar.Como o regulamento indicava uma terceira partida em campo neutro, decidiram que o jogo final seria no estadio Joaquim Américo no dia 18 de dezembro, nosso representante chegou um dia antecipado treinou no campo que seria utilizado  e hospedou-se no Hotel Climax no centro da capital. O dia da grande final amanheceu nublado e não demorou para chover, mesmo assim aconteceu o jogo a chuva prejudicou as duas agremiações mais quem se deu bem foi os jogadores triestinos  que construirão o placar de 3 x 1 a seu favor não dando chance ao elenco tricolor e sagrando-se bi campeã da competição. Para nos restou o vice campeonato que para aquele momento foi muito valorizado pelos diretores, atletas e torcedores .No ano seguinte o GEO dava seus primeiros passos no profissionalismo.






SUMULA DA FINAL:


TRIESTE 3 X 1 GRÊMIO OESTE
Gols- Osmario (2) e Polaco(1) para o trieste
        - Carlinhos (1) para o GEO
juiz - Valdemar Nader
TRIESTE- Renato, Ray, Idario, Renatão, Altair, Angelim, Luisinho, Osmario, Valdo, Mario Cachel e Polaco.
GRÊMIO OESTE- Cobertor, Helinho, Mario Pires, Nivaldo e Macalé(Titanus), Sirlei Denardi, Pedrinha, Motiela, Valdeci, Xereta e Carlinhos.

FONTE; DIÁRIO DO PARANA(1966)