Quem sou eu

Minha foto
Publicarei noticias esportivas de guarapuava e região , e algumas fotos da história do futebol em guarapuava .

quarta-feira, 30 de junho de 2010

1 CAMPEONATO OFICIAL DA LIGA DE FUTSAL DE GUARAPUAVA EM 1975

ROMIO CURI HOJE A MAIOR AUTORIDADE DA ARBRITAGEM PARANANENSE

EM 1975 ATUOU COMO ANTIGO BANDEIRINHA NA DECISÃO DO FUTSAL

Já fazem 35 anos quando teve inicio nossa Liga de Futsal de Guarapuava, como primeiro evento foi realizado a Taça Altino Soares Nizer, em homenagem ao atleta que na época ficou impossibilitado de atuar por consequencia de uma ruptura no seu joelho. Altino foi secretário de esporte em Guarapuava nesta gestão do municipio mais deixou o cargo no ano de 2008. Se enfrentaram para fazer a decisão as equipes do Gremio Oeste x Karam, realizaram melhor de treis partidas e sagrou-se a campeã a equipe do Karam , sendo este o primeiro campeonato oficial realizado pela Liga de futebol de salão de guarapuava hoje liga de futsal no ano de 1975.
Veja detalhes;

primeiro jogo- Karam 5 x 1 Gremio Oeste

segundo jogo- Gremio Oeste 4 x 1 Karam

terceiro jogo- Karam (campeão) 3 x 2 Gremio Oeste(vice-campeão)

gols- Charutinho(2)(karam) e Joelson(1)(karam) e Massuqueto(1)(geo).

Karam (campeão)- Polaco Guedes,Leite, Joelson, Charutinho e Adilson Ferreira

Gremio Oeste (vice)- Cruzeiro, Irineu Cabeleira, Ernani, Eduardo Uzeda, Mario Sergio(Massuqueto).

Arbritos- Cicero Salata, Melchior Gaspar de fFreitas e Romio Curi

irregularidades- Eduardo Uzeda expulso jogada violenta.

domingo, 27 de junho de 2010

O DIA DE UMA NOITE FELIZ

A NOITE ILUMINADA

BAIANO SIMBOLO DA TORCIDA BATELINO
Como dizia um antigo treinador de futsal da cidade...” Vamos fazer o quadrado...” e circulava o dedo indicador formando um circulo. Mas o mundo é pequeno e redondo e você é surpreendido diversas vezes com fatos que marcaram algo na sua história de vida. Há poucos dias atrás recebi uma visita diferente no meu comercio um rapaz que me conheceu e começou a narrar um episodio que marcou sua mente e eu tinha sido o protagonista deste fato, conta ele que em 1992 residia na cidade de Castro, quando aconteceu o confronto da semifinal entre Caramuru x Batel primeira partida do mata- mata que levaria uma das duas equipes para a divisão principal do futebol Paranaense o qual o rubro negro de Guarapuava era favorecido e jogava por dois empates, fala ele que o único torcedor do Batel naquele jogo era só a sua pessoa e que por isso ficou isolado num cantinho e torcia escondido. O Batel vinha de uma boa campanha igualmente o seu rival que obtivera vários resultados importantes na sua trajetória na primeira fase, era um jogo difícil para ambos, o clássico começou tudo corria bem até que num certo momento da partida aconteceu um entrevero(confusão), discussão de ambos os lados e sobrou para o Batel que foi penalizado com a perda por expulsões de dois atletas e seu treinador Agenor Picinin. Não foi difícil e o Caramuru se aproveitou por atuar dois jogadores a mais e abriu o marcador e mantinha a pressão errando gols inacreditáveis. Abusava da sorte até que faltando cinco minutos para o encerramento do jogo aconteceu um imprevisto os refletores dos estádio apagaram . Naquele momento pela tensão da partida encontrei o técnico adversário Marino o qual já o conhecia pois atuamos junto no interior de São Paulo e bradei que ao voltar as luzes faria o gol de empate e correria até ele e o abraçaria, este desfez e apenas deu um pequeno sorriso. Não tardou e os refletores foram acesso novamente e a partida iniciou-se e “Eu” num momento de loucura atirei-me ao ataque e aos 50 minutos. Aconteceu num rebote da defesa adversária cheguei com velocidade na bola e chutei a esfera que percorreu um longo caminho numa reta interminável até chegar ao ângulo direito do arqueiro adversário Mazzaropi que nada pode fazer a não ser bater os punhos no chão não acreditando que aquele momento aconteceu o gol fatídico de empate, vibrei com meus companheiros esquecendo a promessa dirigida ao treinador adversário. A bola foi colocada no meio de campo e o arbrito Newton Martins que me confidenciou num encontro casual muito anos depois que este jogo foi sua ultima atuação como profissional do apito, este ergue os braços e termina o jogo. Fomos ao vestiário feliz, pois conseguimos superar os obstáculos encontrados durante a partida e agora só dependeria de nos para subirmos para a primeira divisão, fato que se concretizou no Valdomiro Gelinski quando empatamos no tempo normal e na prorrogação resultados que retornou o Batel a divisão principal do estado. Mais uma vez houve após a conquista a tradicional invasão ao gramado pelos torcedores comandados pelo fanático e símbolo do torcedor batelino o popular Baiano que chorando com lágrimas no rosto abraçava os atletas agradecendo um por um pela conquista. Bem vamos voltar ao torcedor solitário, mostrei a ele a foto do dia do jogo, ele analisou -a e respondeu indicando o clarão dos refletores dizendo ...." Esta noite o iluminado foi você "..., agradeci o rapaz pelos elogios e pouco depois foi embora, deselegante fui "eu" que conversei com o amigo horas a fio e não perguntei seu nome. Não faz mal, mais uma vez agradeço nessas linhas pois me fez relembrar momentos marcantes de nossa vida e da história do Batel e como dizem a terra é redonda e qualquer dia se esbarra por ai neste mundão de '"DEUS".

quinta-feira, 24 de junho de 2010

O GRANDE SERELEPE...

MARCIAL PEREIRA APONTE, NOS DIAS DE HOJE.....

.... SERELEPE NOS ANOS 60/70


O GRANDE SERELEPE


O futebol do passado me trás lembranças de grandes jogadores, o nome Marcial Pereira Aponte, poucos saberiam quem foi mais se falar “Serelepe” ai já temos uma referencia, pois esse paraguaio de nascença ainda jovem chegou a Guarapuava no ano de 1960, disposto a fazer história, o apelido lhe foi dado pelos seus amigos com quem jogou por ser baixo inquieto com a bola e de grande rapidez o apelido pegou, e Serelepe se consagrou nos anos 60 e inicio de 70 no futebol amador jogando pela equipe do Pavão time que se notabilizou e fez história por ser formado quase na sua totalidade de empregados da rede ferroviária que prestavam serviço em nossa cidade, o qual foi campeão vestindo a camisa com as cores amarela e preta, chamando atenção do campeão paranaense o alvi verde da capital o Coritiba que requisitou seus préstimos em 1965, ficou pouco tempo e retornou a Guarapuava agora ajudando o tricolor Grêmio Esportivo do Oeste a subir para divisão especial em 1968, participou quatro temporada de 68/71, mais o melhor momento foi em 1970 quando fez parte do grupo que foi considerado campeão do interior ficando naquele ano na terceira colocação só atrás de Coritiba e Atlético PR que foi o campeão. Com a extinção do profissionalismo sem nenhum representante da cidade no futebol Marcial resolveu voltar para sua terra natal e teve uma passagem pelo San Lorenzo, mais por pouco tempo retornando a Guarapuava para nunca mais sair, mudou de ramo adquiriu um veiculo e trabalhou vários anos como taxista na antiga rodoviária, tentou outro ramo o comercio mais desistiu e voltou novamente ao ramo de transporte agora com uma firma “Serelepe transporte”, empresa a qual gerencia juntamente com seus filhos com grande responsabilidade prestando serviços a varias outras empresas de nossa comunidade, sempre com grande profissionalismo e credibilidade que o nome “ Serelepe “ adquiriu nos seus cinqüenta anos residindo em sua cidade de coração “ Guarapuava “.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

O SEMPRE LEMBRADO MARTIM DUHATSCHEK...


Quem não é lembrado é esquecido....Martim Duhatschek nasceu na antiga Iugoslávia, mas é brasileiro naturalizado desde 1951 está no Brasil vindo diretamente para a Colónia Vitória em Entre Rios onde fixou residencia. Martim è agricultor , mas foi chefe de vendas do Entre Rios veiculos Ltda por longo tempo. Iniciou sua carreira de desportista na hoje extinta equipe do Corpo de Bombeiros voluntários da Colónia Vitória, tendo participado do amador de 57/58 e posteriormente 61/62 passou a fazer parte e integrou-se a equipe do Entre Rios. Ficou um tempo fora do esporte e as atividades esportivas mas não aguentou em voltou em 1966 e atuou até o ano de 71 quando pendurou as chuteiras como atleta e assumiu a direção técnica do verdão nas equipes inferiores. No ano seguinte fez parte da comissão técnica campeã do amador de 1972 juntamente com o lembrado esportista Josef Klein com o qual fez uma grande dupla de direção técnica, mais com o desaparecimento do amigo teve que assumir a liderança da equipe sozinho. Feitos históricos conseguiu sob o seu comando foi campeão amador nos anos de 76/84 e 97 varias histórias são contadas pelos seus amigos ex-atletas.como aquela em que foram fazer um amistoso no estado de Santa Catarina contra uma equipe local, após o jogo discutiu com os adversários e falou em alto e bom tom ..." O que vocês pensam que são , nunca disputaram Taça Paraná" ....claro que não pois a equipe disputou só campeonatos catarinenses. Tem outra história, Martim era treinador e quando recebia critica da torcida respondia de imediato, teve um caso em que o torcedor gritou Martim você é burro tira o numero 11,..... Martim virou pro torcedor e falou meio Alemão brasileirado..... Se eu sou Bura, voce é duas vezes Bura. Pessoas com Martim Duhatschek nunca devem ser esquecidas e sim lembradas pelo o que ajudaram as suas comunidades , trabalhando de corpo e alma defendendo suas cores e abrilhantando o nosso futebol, nos dias de hoje está totalmente desligados das atividades que ele mais gostava ,que era o esporte, mais nunca devemos esquecer deste que foi um dos maiores desportista que Guarapuava já conheceu, nestas poucas linhas contei algumas poucas histórias de Martim , mais ficam sim registradas na minha mente as muitas lembranças de seus feitos.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

PAULO RICARDO IANESKO. UMA HISTÓRIA DE VIDA...

PAULO RICARDO IANESKO

PRIMEIRA EQUIPE DO BATEL EM 1989

Em pé, -Paulo Becher, Pontes, Adir(inmemorian), Sadi, Ditinho, Alaor e Celso Pinheiro(reporter)
Agachados- Caco, Dinho, Robison, Paulinho Ianesko, Jararaca e João Laines(massagista)

IANESKO JOGANDO PELO VETERANO DO GUARAPUAVA



Grande personalidade do esporte nasceu em Guarapuava em 01/09/62 é casado a mais de 27 anos com Dona Magali Rosimeri Brandão Ianesko com quem tem três filhos (Paulo Ricardo Junior, Vinicius Gabriel e Lucas Daniel). Falar bem desse grande amigo é fácil, pois é um cidadão inquestionável este grande desportista que brilhou no futebol de nossa cidade e do Brasil, iniciou sua carreira como atleta atuando no espetacular campeonato organizado pelo seu padrinho “Jair Ramos” no ano de 1975, jogando pela equipe do seu colégio o Rui Barbosa do Bairro Santana, foi considerado o atleta destaque deste belo evento, sendo também a estrela do selecionado do Jája que fez história ficando o dente de leite invicto mais de 50 partidas. Daí em diante só foi alegria, fez parte do profissional do Guarapuava E.C. na sua estreia fez dois golaços contra a equipe do Iguaçu de União da Vitória, mostrando sempre grande habilidade as oportunidades foi surgindo e foi convocado para a Seleção Paranaense de juniores em 1980 pra disputa do brasileiro, em seguida recebeu proposta do Marilia A.C. do interior de São Paulo onde atuou em 81 , no ano seguinte foi emprestado ao Tanabi clube paulista integrante na época do campeonato da intermediaria. Em 1982 retornava a Guarapuava para ajudar o alvinegro a volta ao profissionalismo em seguida voltou a São Paulo, defendendo São Bento, Tupã, Guararapes para fazer mais um retorno desta fez definitivo para a nossa comunidade em 1989, desta fez abandonando o futebol profissional e começar a trabalhar na CIA. Força e Luz do Oeste empresa de Guarapuava, pois precisava organizar sua vida familiar. Mas o futebol retornou ao profissionalismo em nossa cidade e mais uma vez foi convocada sua participação agora ajudando o rubro negro Batel no seu debute, foi o primeiro contrato profissional desta agremiação, mas só treinava e jogava nas horas de folga do seu serviço, pois não era mais momento de arriscar na carreira. Com a visão de futuro Paulinho Ianesko prestou concurso publico e hoje atua como policial civil exercendo o cargo de escrivão da policia prestando serviço na cidade de Pitanga. Mesmo deixando a profissão de jogador profissional de futebol nunca deixou de lado o esporte e muita vez ajudou o Batel, sendo gerente de futebol em 99/2000 e também treinador, e no campeonato amador da nossa cidade atuou em varias equipes sempre com destaque. Paulinho sempre foi fiel a sua consciência não importando o cargo que exerça, passou essa formação aos seus filhos que ele teve orgulho de vê-los ajudando à mesma agremiação a qual ele atuou , vestindo também a camisa do batel no ano passado na terceira divisão de profissional. A vida continua , quando se fecha olhos e recorda o passado você faz uma linda viagem relembra histórias fantásticas , mas quando você abre os olhos já tem que pensar no hoje e o amanhã, pois o passado é irretornavel, e Ianesko sabe disso se orgulha do que fez e sabe o que faz, pois coisas boas é a síntese da sua vida.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

PAULO VOGT CAMPEÃO NA SUIÇA PELO FC CHIASSO

PAULO VOGT QUANDO ATUAVA PELO FC SION

Mais uma vez nosso amigo Paulo Vogt ,conhecido em Guarapuava pelo carinhoso apelido de Paulo tripa, que muito fez para o nosso futebol ajudando o batel em 1998 a subir pra primeira divisão do Paraná, agora mais uma vez deixou sua marca e contribuiu significativamente para o regresso da equipe do FC Chiasso a voltar a Challenger League(segunda divisão) da Suiça após uma otima campanha chegando a partida final precisando somente de um empate para sagrar-se campeâo, pois no primeiro jogo venceu seu adversário na casa pelo placar de 1 x 0 com gol de Paulo Vogt, No segundo confronto finalizou a campanha com vitória sobre o concorrente FC Rapperwill por 2 x 0 ficando com a Taça de campeão. Paulinho mais uma vez teve a felicidade nas terras suiças de ajudar mais uma equipe a elevar de categoria pois em 2006 ajudou bastante o FC Sion a subir para a primeira divisão Suiça, no mesmo ano foi campeão da Copa Suiça com o proprio Sion. Parabens ao Guarapuavano Paulo Cesar Ramos Vogt pelos resultados obtidos no Continente Europeu, que é mais um cidadão da nossa comunidade que nos enche de orgulho.

ENTRE RIOS CAMPEÃO AMADOR DE 1976

GUNTHER E JANGO DESTAQUES NA DEFESA DO ENTRE RIOS

Com o comando de Martin Duhatschek o Entre Rios reviveu a memoravel conquista de 1972, sagrando-se campeão em 1976 contra o todo poderoso Gremio Oeste, em duas partidas dificilimas, mais com maior potencial comprovada dentro de campo ,mesmo com a enorme dificuldades encontradas nos dois jogos finais , ficou demostrado o melhor aproveitamento do esquadrão verde da Colonia Vitória com duas conquista consecutivas no resultado positivo com excelente apresentações do seu elenco que garantiu o esperado titulo .

primeiro jogo- Entre Rios 1 x 0

segundo jogo(decisão)- Gremio Oeste 0 x 2 Entre Rios

Gols- Zé Gaiola( contra) e Valtinho (gol olimpico).

GREMIO OESTE- JOÃOZINHO, CARLINHOS BIONICO, ZÉ GAIOLA, CLAISON E CARECA, PEDRO MORAES(JOÃOZINHO II), VERSÁTIL, CABELO, CAMPINA, ELIZEU VÉINHO, MARCOS.

ENTRE RIOS-(CAMPEÃO)- JANGO, CARLOS, GUNTHER, KRUGUER, HELMUTH(ADILSON FERREIRA), NÉZINHO, URBANO, DIRCEU(LUIZ), VALTINHO, BARBIERE E JOELSON

GREMIO OESTE CAMPEÃO AMADOR DE 1979





GREMIIO OESTE CAMPEAO AMADOR DE 1979
Em pe- Altamir, Cinelandia, Clailson, Carlinhos Bionico, Geraldao e Versatil.
Agachados- Irineu Cabeleria, Campina, Raimundo Cabeca, Pedro Moraes e Eloir.


PEDRO MORAES FOI CAMPEÃO COM AS CORES DO GREMIO OESTE

                                     
                                        Irineu Cabeleira e Pedro Moraes craques do GEO


CLAILSON(INMEMORIAN) FORMOU DUPLA DE ZAGA COM GAUCHO

Jogando domingo a tarde na preliminar de Guarapuava x Londrina no profissional, o Grêmio Oeste não tomou conhecimento do campo onde o amador do GEC mandava seu jogo, apesar de grande numero de torcedores principalmente na segunda etapa não foi o suficiente para o alvinegro reverter o quadro , o Grêmio deu o troco , pois ano anterior tinha deixado de vencer e levar o titulo, com dois gols de Pedro Moraes para o tricolor descontando Paulinho Ianesko para o Guarapuava o resultado de vitoria de 2 x1 deu ao Grêmio Oeste o sabor de levar o titulo amador de 1979. Jogadores destaques do tricolor foram os atletas Gaúcho zagueiro, Pedro Moraes autor dos gols do titulo, Versátil homem de meio que coordenou as melhores jogadas .

quinta-feira, 10 de junho de 2010

GUARAPUAVA E.C. CAMPEÃO AMADOR DE 1978

Em Pé- Casemiro, Nego Edo, Pericles da Silva Costa (inmemorian), Dirceu Pato, Adimorvan e Clovis.
Agachados- Marinho, Pedrinho Mendes, Coquinho, Heleno e Eloir.


OSMARIO NASCIMENTO (MARINHO) ORIUNDO DAS CATEGORIA DE BASE

CLOVÃO SEGURANÇA NA META ALVINEGRA


O Guarapuava E.C. começava a pensar a nivel profissional em 1978, com um grupo de jovens valores oriundos da sua categoria de base,mesclados com experientes atletas, começou o certame perdendo para o Guairacá deixando os criticos em duvida sobre o potencial deste grupo, mas pouco a pouco os resultados foram aparecendo e a confiança voltou. Num jogo decisivo contra o Gremio Oeste no Estádio lobo Solitário o Guarapuava sagrou-se campeão por antecipação, foi lider absoluto em todo o certame e a vitória de 2 x 0 conquistada pelo alvinegro perante seu principal rival demostrou sua superioridade sobre os demais competidores, especialmente no segundo turno quando bateu de um a um seus adversários e não deixou margem de dúvida quanto a sua superioridade. Com a conquista do primeiro turno ficou com o titulo maximo sem necessidade de qualquer disputa.


TIME BASE- CLOVIS, NEGO EDO, DIRCEU PATO, MARIO PIRES E JARARACA, MARINHO , PEDRO MENDES E HELENO, COQUINHO, GOIANO E NARDO.

terça-feira, 8 de junho de 2010

ALGUNS JOGOS DO CAMPEONATO AMADOR DE 1960

RENE BANDEIRA FEZ GOL NO CLASSICO GRÉ-GUA

BANJO GRANDE ESTRELA DO GREMIO NOS ANOS 60



-GUARAPUAVA E.C. 4 X 1 GREMIO OESTE

LOCAL - ESTÁDIO LOBO SOLITÁRIO
GOLS- RENE BANDEIRA,BARBOSINHA, MOTIELA E VALTER(GEC) E ICO (GEO)

JUIZ - Edson Campos/, auxiliares- Antonio borges e Jose Alves Goes.


GUARAPUAVA E.C - PATETA, RUBENS, NIVALDO, E ZITO, CHARUTO, RENE BANDEIRA, RENATINHO(VALTER), BARBOSINHA, XAVIER, MOTIELA E CARRAPICHO.

GREMIO OESTE- SIMPÁTICO, ICO, POIA,E LIDO, HOMERO, NHUNHO, NEVINHO, TEBOLE, ALCIDES, BANJO, E DADICO.

AMISTOSO INTERMUNICIPAL GUARAPUAVA E.C. 1 X 2 IRATI E.C. EM 1960.....


CHARUTO, PATETA E NIVALDÃO SEGURANÇA NA DEFESA DO G.E.C.

Em 1960, o futebol era movimentado, varias equipes participavam do campeonato amador, o municipio era enorme, comportava Pitanga,Cantagalo, Candói e Pinhão, aqui vou passar alguns resultados da epoca e suas escalaçôes.


JOGO AMISTOSO DE 1 DE MAIO


GUARAPUAVA E.C 01 X 02 IRATI E.C.


ESTADIO - LOBO SOLITÁRIO


Gols- Morretes(irati), Motiela(gec) e Leite (irati).


GUARAPUAVA E.C.- PATETA, ISIS(ZITO), POIA, TUTO(NIVALDO), CHARUTO, RENE BANDEIRA, RENATINHO(BARBOSA), MOTIELA, VALTER, XAVIER, LAURIDI(CARRAPICHO).


IRATI E.C.- ANTONINHO, RUVA, VENDRAMIN E PITO, TONICO, VADJO, AIRTON(RONALDO), DIDI(BORBA), MORRETES, MALAZZO(VIQUINHO) E LEITE.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

ALGUMAS PÉROLAS DO PASSADO DE GUARAPUAVA.....

PRA RELEMBRAR, EQUIPE ESPORTIVA DA RADIO ATALAIA QUE COBRIU O FUTEBOL EM 1980, COM GUARACI RIBAS, J. CARLOS, ILDEFONSO ROSA, LUIZ GONZAGA, ANTONIO CARLOS FUMAÇA, ALTINO NIZER E DILCEU SILVA, FIZERAM SUCESSO NA EPOCA, COM GRANDES COBERTURA , PRINCIPALMENTE DO CAMPEONATO PROFISSIONAL PARANAENSE DE 1980.

O CRAQUE DO PALMEIRAS, ADEMIR DA GUIA VESTINDO A CAMISA DO GUARAPUAVA E.C. EM AMISTOSO CONTRA NACIONAL DO PARAGUAI EM 1979.



QUEM NÃO LEMBRA EM NOSSA CIDADE DA BANCA DE LOTERIA PÉ QUENTE, PERTENCEU AO CRAQUE DO GREMIO OESTE "GIJO ",PONTA ESQUERDA JÁ FALECIDO NA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE, ERA LOCALIZADA NA ANTIGA RODOVIARIA .




NOSSA REDEFERROVIARIA, INAUGURADA EM 1952 , LOCALIZADA NO BAIRRO DOS ESTADOS PERTO DO CAMPO DO BATEL.



sábado, 5 de junho de 2010

KARAM , 1983 PRIMEIRO TITULO DA CIDADE NO FUTSAL PARANAENSE

SERGIO FIRMAN FOI O TECNICO VITORIOSO

A cidade de Guarapuava ficou feliz pela primeira vez na história do nosso futsal , quando a equipe do Karam na categoria infantil, conquistou o primeiro titulo de nivel estadual . Time dirigido pela dupla. Alcione Marcondes e Sergio Firman com a supervisão de Altino Nizer, conseguiu este feito brilhante na cidade de Pato branco vencendo por ordem as equipes do Pinheiros da capital, Pato Branquense e Flay-Boiant de Palotina.Os valorosos campeões foram:


-Fabio, Paulo Neves, Paulinho Nicolodi, Huberto Junior, Oberdan Beraldo, Augusto, Vitor Hugo Haçul, Vilmar Malamin, e Marcelo Kadora.

A.A. BATEL CAMPEÃO AMADOR DE 1983

O EXPERIENTE ZAGUEIRO KRUGUER CONTRIBUIU PARA O BATEL LEVAR MAIS UM TITULO DO AMADOR.

Com um grande elenco , principalmente por fazer parte deste grupo varios atletas experientes, a equipe do Batel levou o titulo de campeão amador de 1983 depois de passar pelo Gremio Oeste, ganhando o primeiro jogo pelo elastico placar de 4 x 0 , ficando tranquilo para o segundo confronto onde num empate de 1 x 1 foi suficiente para levantar o caneco.


GREMIO OESTE 0 X 4 BATEL

BATEL 1 X 1 GREMIO OESTE


ELENCO CAMPEÃO- Roberto Alves(Babate), Ladislau Gadowski(massagista), Roberto , Jango, Valmor, Kruguer, Jaciel, Nézinho, Ivan , Lore, Ivo Menon, Zézinho, Versátil, Pedrinho Mendes, Campina, Quinzinho, Massuqueto, Carlinhos, Geraldo, Cinelândia, Uchak, Luis Carlos, Job e Irineu.

TORNEIO DE FUTSAL EM 1970

O JOVEM CHARRUTINHO NA EPOCA FOI O ARTILHEIRO DO TORNEIO



Foi realizado um torneio na cancha da rodoviaria, onde participaram 4 equipes, sendo que a melhor colocada foi a equipe do MUG, formadas pelos atletas Elizeu, Charrutinho, Marcos, Tibe, Arari, Cid, e Rubinho(Rubens Siqueira Ribas), venceram todos seus adversários e tendo Charrutinho como seu grande artilheiro .


MUG 8 x 2 Periquitos


MUG 10 x 2 Florzinhas


MUG 4 x 2 Espartanos

sexta-feira, 4 de junho de 2010

GREMIO OESTE CAMPEÃO DENTE DE LEITE EM 1970

ANDRÉ EMILIO MACHULA (PENINHA), FOI O GOLEIRO CAMPEÃO

DIRCEU GECHELLE ATUOU PELA EQUIPE DO GREMIO OESTE

No ano de 1970, foi realizado uma competição que revelou muitos atletas que fizeram parte de muitas equipes amadoras de nossa cidade, o destaque do ano foi o elenco do Gremio Esportivo do Oeste numa campanha memoravel, ficou com o titulo da temporada, sobe o comando do Tilin (Durval Perez), sendo que o vice campeonato ficou nas mãos da equipe do America dirigida por Ernani Machado.


elenco campeão.- Tecnico Durval Peres

- André Emilo Machula
- João Maria Barbosa
- Evaldo Vitikoski
- Ercilio Galarsa
- Ivan Jorge Senger
- Wilson Souza Ferreira
- Luis Carlos Zimermann
- José Alberto Mino
- Arivaldo Nogueira Alves
- Celso Nery
- Milton Carlos da Silva
- Aldo Ciro Passarelli
- Guilherme Nascimento
- Dirceu Gechelle
- Armando Wilson Pimentel
- Sergio Augusto Michalisen