Quem sou eu

Minha foto
Publicarei noticias esportivas de guarapuava e região , e algumas fotos da história do futebol em guarapuava .

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

OS IRMÃOS CORAGEM (ELCIO E ABRÃO)...


Irmãos coragem (Elcio e Abrão).

Os irmãos Melhem, Elcio e Abrão estes ilustres guarapuavanos foram protagonistas na década de 70 na participação de momentos pitorescos da história do esporte e marcaram época. Foram dois grandes dirigentes do futebol de Guarapuava, estiveram ajudando o Grêmio Oeste e Guarapuava E.C., participaram na gloriosa campanha do tricolor Grêmio que foi considerado campeão do interior, pois ficou atrás somente do campeão Atlético PR e do Coxa como vice. Elcio Melhem o mais novo com a desistência do time da sua cidade do profissionalismo recebeu proposta do rubro negro da capital para gerenciar seu departamento de futebol como salvador da pátria, para ajudar o Atlético a sonhar com um titulo, pois o coxa já tinha conquistado o tri e caminhava para mais uma conquista, isto em 1974 então com 28 anos, foi matéria do placar ,revista de nível nacional. O apelido Irmão Coragem foi ganho em 70 quando o Grêmio Oeste de Guarapuava em jogos na cidade pintava e bordava. Diz Elcio na revista Placar.
_ Eu ia às rádios Difusora e Atalaia, na Folha Oeste, o jornal da cidade e levantava todos para enfrentar nossos adversários. Até o pessoal da reserva indígena ia aos jogos. Tínhamos até um pelotão de espera para recepcionar os juízes. Quero salientar que o pelotão não ameaçava os juízes, apenas costumava almoçar em qualquer restaurante nas mesas mais próximas a que se sentavam juiz e seus auxiliares. Só que durante o almoço, depois de algumas cervejas, o juiz passava, a saber, que poderia ser obrigado a sair do Estádio vestido como policial- Afinal o ex- zagueiro Bidon do Coritiba chegou a ter uma navalha diante do seu nariz no estreito túnel do estádio. E o técnico Filpo Nunes, relembra Melhem “Levou uma nos beiços por desacatar o povo da cidade”.
Embora diga que costuma levar um 38 sob a camisa, Melhem afirma que “os tempos são outros”. Elcio teve passagem curta no rubro negro da capital. Outra história de Elcio aconteceu em 79 no Estádio lobo Solitário foi como diretor do alvinegro, o Guarapuava Esporte Clube no profissional o fato ocorreu num jogo contra União Bandeirante, quando o atacante adversário um japonês conhecido como Harada driblou o goleiro e com o gol vazio toca para sair vibrando, quando surge do nada um bigodudo de chapéu ao punho e se joga ao encontro da bola , não conseguindo evitar o gol, mais foi um episodio inesquecível para o publico presente, Melhem sai expulso todo sujo na sua roupa branca com os joelhos esfolados, mais agraciado pelas palmas dos torcedores .Agora relato a história do irmão mais velho, Abrão Melhem, quando era também diretor do GEC, ocorreu o fato a ser relatado após a vitoria do time guarapuavano contra o todo poderoso Coritiba em pleno Couto Pereira em 80 jogo valido pela loteria esportiva na empolgação da conquista do dia Abrão discute com os policias presentes e estes tentaram agarrar o lépido guarapuavano que saiu em disparada em direção do vestiário , quando sentiu que não ia escapar jogou-se ao chão mostrando estar enfartando, confirmado fato pelo medico da equipe o saudoso Dr.; Eloi Pimentel seu amigo que fazia massagem cardíaca no enfermo. Os policiais ficaram nervosos e pediram para o Doutor fazer boca a boca para o suposto infartado voltasse reviver, palavras salvadoras escutadas pelo infrator que num passe de mágica “ressuscitou” e disse suas primeiras palavras “Onde estou”, tranqüilidade no ambiente e os policiais aliviados se retiraram e nada aconteceu.
Os irmão Coragem da década de 70 hoje são grandes advogados que gozam do maior respeito na cidade e no estado, mas marcaram época pelas suas peraltices e espertezas. Estas são nossas histórias do esporte , que pouca gente sabe.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

MEMORIA DO ESPORTE DE GUARAPUAVA...

A.A.BATEL CAMPEÃO JUVENIL DE 1977
Em Pé- Antonio Losso, Felix Gelinski, Eloi , Roberto Kulka,Pitia, Divo, Timoteo, Dirceu Gechelle e Ladio(inmemorian).
Agachados-Mario, Jaciel, Jairo, Leo Losso. Pitio e Cajú.




BATEL NA TAÇA PARANÁ
Em pé- Chico, Sapatão, Beto Caroço, Corintiano, Jararaca e Nézinho.
Agachados- Preto(Inmemorian), Piquete, Mernick, Chicão e Romildo.


ESPORTE CLUBE ENTRE RIOS 72
Em pé- Guinther, Mario, Helmuth, Jango, André, Kruguer EStok. Agachados- Jura, Jaime Abdanur, Barbiere, Side e Marçal.


GUARAPUAVA ESPORTE CLUBE 99
Em pé- Alaor, Coquinho, Klosowski, Bugrinho e Pedro Sansana.
Agachados- Joel, Batatinha, Willian Flores, Jailson, Clovis e Tico


GUARAPUAVA ESPORTE CLUBE TAÇA PARANÁ 86
Em pé- Clovão, Versatil(inmemorian), Chicão, Sapatão,Cid, Coquinho, Silmar,Padilha, Carlinhos Onofre e Karam.
Agachados- Irineu Cabeleira(Inmemorian), Galo, Dinho, Ademirzinho, Jararaca, Geraldo(inmemorian), Pedro Moraes e Marinho.



GUARAPUAVA ESPORTE CLUBE 2000
Em Pé- Clovão, Eduardo, Felipe, Kanario, Bugrinho,Alemão e Fernando.
Agachados- Cosme stimer , Stocco,Adilson, André, Tico e Klosowski.


GUARAPUAVA E.C. 1980 PRIMEIRA DIVISÃO PROFISSIONAL
Em Pé- Dirceu Pato, Ivã Limeira, Paulo Garça, Alaor , Juresku e Malinha.
Agachados- Pedrinho Mendes, Taco, Serginho, Zé Miguel e Paulo Borges.



LANCE ATLETICO PR X GUARAPUAVA NA VELHA BAIXADA em 80.
Jogadores Atletico pr- Augusto e Evans disputando bola com Zequinha , Taco e Dirceu Pato.

GREMIO ESPORTIVO DO OESTE DE 1968/69
Em pé- Renatinho, Gracindo, Resende, Rosevaldo, Manoelito e Leves.
Agachados-Serelepe, Zé Carlos, silvano, Indio e Passarinho.



GREMIO OESTE DOS ANOS 50 COM O COMANDO E TIO GUARANI E TIO CAPA.



FOTOS DE FUTSAL CASA DOS VIDROS
Em pé- Vilmar canela seca, Leomar kaminski, Alvaro de mattos, Luis Artur e Jair Calassa(Inmemorian).
Agachados- Kid, Jamel e Clodoaldo .


FOTO DE FERNANDO GUINÉ EM 78 COMO GANDULA DO G.E.C.
Guinézinho como era conhecido foi destaque paranaense na decada de 80 como Garoto Coca-Cola representando o Parana no Rio de janeiro onde disputou a grande final nacional.

ESPORTE CLUBE ENTRE RIOS DE 1989
Em pé- Jango, Deco, Baiano, Pedrinho, Marcos Silvestre, Helmuth, Denilson Baitala, Juarez, e Martin(tecnico).
Agachados-Itá, Neguinho, Pardal, Salobre, Jorge Tahech, Vitor Hugo, Julio Cesar e Dinho.


EM 1987 O ATLETA ITÁ RECEBE TROFÉU DE CAMPEÃO JUNIORES PELO GREMIO OESTE, É ENTREVISTADO PELO GRANDE CELSO PINHEIRO.



LANCE JOGO PARANÁ X BATEL, COMEMORAM GOL DE ANDRÉ CAJARANA, FERRUGEM E JADILSON JUNTO COM O TECNICO BATELINO PAQUITO EM 94.


LANCE PARANÁ X BATEL EM 94, JADILSON E DIRCEU PATO, TENTAM DESARMAR JOÃO ANTONIO(PARANÁ)

terça-feira, 23 de novembro de 2010

BOLONISTA DE GUARAPUAVA EM 95 FORAM AS MELHORES DO BRASIL.

No ano de 1995 nossas estrelas do Bolão de Guarapuava percorreram 1.400 KM até Cuiabá (MS) e depois de ficarem quase 28 horas dentro do onibus, não perderam o animo e com uma performance impressionante do grupo de atletas essas" garotas", mães e algumas até avós com muita dedicação trouxeram para a nossa cidade o titulo de campeã brasileira de 1995 , titulo conquistado na V Taça de Bolão em Cuiabá de 4 a 6 de Agosto daquele ano. Incansaveis as atletas que foram representando o Guarapuava E.C. mas na sua grande maioria pertencente a seleção municipal. Enfrentaram 8 seleções ,( Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul)Mesmo enfrentando mas um adversário que era o calor local , perto diariamente de 40 graus, não desistiram e com bastante humildade, força de vontade e dedicação e principalmente união entre as atletas conquistaram este titulo importante a nivel nacional . Esta conquista foi graças o empenho das atletas, Gelci, Sueli, Odila, Glades, Neiva, Aida, Adenah, Rose, Miriam, Nêga, Marcia, Marlene, Elaine, Maria, Anna, Geanete, Natália, comandadas pelo tecnico Florentino Grisa e seu auxiliar Joares Costa.


foto na cidade de São Bento SC
O Bolão feminino sempre representou bem Guarapuava

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

AMIGOS DO IBIS.....



No dia 15/01/2001 foi organizado dentro do quadro associativo do G.E.C. , uma equipe de futebol veterano com alcunha de "Amigos do Ibis", nome dado em homenagem ao conhecido time de futebol de Pernambuco que até hoje e lembrado como sendo o pior time do mundo, o IBIS F.C. Lembro-me dos colegas se movimentando para organizar e fundar este escrete de futebol, salvo me engano o fator percursor da fundação foi o campeonato intertorcidas evento organizado pela diretoria do Guarapuava E.C., pois todos os primeiros participantes deste novo clube eram atletas negados de poder atuar neste evento de futebol veterano pelo fato que nenhuma agremiação participante os queria nos seus elencos, não queriam atletas de baixo nivel tecnico e fisico, na verdade não queriam cabeças de bagre , pernas de pau e com isso mexeu no brio deste atletas e aconteceu , como podemos dizer ..a revolta dos perneta. E com apoio do então Diretor do G.E.C. Valdemar Negão, deu o OK para a participação desta nova agremiação no evento do clube.Montado o quadro esportivo organizado e encabeçados pelos amigos Valter Féo(Valtinho) e Sadi Padilha fundou-se esta emergente agremiação. Com o nascimento concretizado montou-se uma diretoria e pequeno estatuto com regras e deveres, com 12 mandamentos.

1-Respeitar os amigos do Ibis.
2-Não ser expulso sem razão.
3-Não dizer palavrões durante os jogos.
4-Não entrar com maldades nos adversários.
5-Não faltar jogos sem avisar.
6-Não querer ser o rei da cocada preta.
7-Só levar gol de placa.
8-Manter boa vontade e divulgar o nome do time.
9-Não faltar determinação durante a partida.
10-Não ser um leva e trás do Ibis.
11-Não agredir jamais a arbitragem.
12-Não faltar os churrasco e reuniões.

A prioridades agora era agendar amistosos em Guarapuava e cidades vizinhas, fizeram um calendario esportivo e mantiveram varios confrontos com grandes jogos e belos churrasco e mantendo sempre os resultados do seu percursor do nordeste brasileiro grandes derrotas na maioria dos confrontos. O clube "Amigos do Ibis"teve uma participação agradável em seu tempo de ativo, mais como nada é eterno com um entra e sai de associados, mudou-se em pouco tempo o real objetivo dos participantes que era como lema participar das competições sem objetivos de vitórias e sim congracamento do associado .Novas cabeças com pensamentos diferentes do projeto original foi se incorporando dentro do grupo e vendo isso os primeiros fundadores e idealistas se afastaram e ficou só os tubarões muitos destes participaram da venda do estádio com a retirado dos de boa fé finalizou-se o Ibis de Guarapuava.





Em pé- Marcelo Rabugento, Alaor, Ivan, Guerinho, Massuquet e Lauro.
agachados- Valtinho, Cosme stimer, Jorge Tahech, Natal e Acir.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

AS FARPAS DA VIDA....

Funcionario lavando para receber o novo piso

AS FARPAS DA VIDA...

Recebo um telefonema de manhã do meu filho que está jogando no interior de Goiás, assustado este pedia se era verdade o óbito de um atleta do Deportivo, eu pego de surpresa não soube lhe responder. Mais na seqüência ao ligar o radio confirmou-se o fato. Está noticia me abalou, fiquei estarrecido, meus pensamentos não se encontravam, travou-me o cérebro meu estomago embrulhava, parecia que recebi um jab. Logo quis saber como aconteceu, pois sou pai de atletas que jogam e moram em outra cidade, quanto mais chegava noticias, mais atordoado me sentia não acreditava mais tal fatalidade era certa... Meu dia acabou. Costumeiramente no domingo fico a frente da TV assistindo jogos de futebol, mas não dava, não conseguia ter estimulo para olhar a pauta esportiva. Tentei mudar de lugar e me dirigi a uma lanchonete para ver algum jogo para reagir e tentar despertar esquecer tal desastre, mais fiquei poucos minutos e me retirei ,foi um dia angustiante. Que monstruosa fatalidade tirou do nosso convívio esportivo o menino Robson que saiu da sua casa no esplendor de sua jovialidade e saúde e retorna a sua cidade e família em um carro fúnebre. Que tristeza, não tem como dimensionar a dor e sofrimento de seus familiares. Alguém ou alguns terão que responder a responsabilidade de tal tragédia... E só. A ripa que causou a morte do jovem será reparada é simples a troca, mas nesse jogo da vida que verdadeiramente perdeu e não tem reparação é sua família, que não terá mais como substituir e reparar a perda do seu ente querido... Que dia cruel, meus pêsames e fica nas mãos de Deus.

“­-Escrevi este depoimento no dia da tragédia e hoje véspera dos Finados resolvi fazer esta postagem em memória do jovem Robson, a vida continua, ginásio de esporte recebeu piso novo, não sei o que esta ocorrendo judicialmente mais o certo é que só continua tendo os mesmos perdedores, sua família...! “