Quem sou eu

Minha foto
Publicarei noticias esportivas de guarapuava e região , e algumas fotos da história do futebol em guarapuava .

quarta-feira, 19 de maio de 2010

GRANDE AMIGO JAIR RAMOS....

COMO REPORTER DE CAMPO ENTREVISTANDO ALVARO DE MATOS

VESTINDO A CAMISA DO GEC



GUARAPUAVA E.C. CAMPEÃO JUVENIL DE 1967


Em pé- Tio Guarani, Barbosinha(treinador), Paquito, Polaco Guedes, Kiko, Altevir Nunes, Ademir, Lineu, Adelermo Regiani (presidente).

Agachados- Lauro Sergio, João Ajuz, Dilceu Rossoni, Irineu Cabeleira, Melchior de Freitas, Jura e Jair Ramos.



JAIR MEIRA RAMOS

Quantas pessoas importantes passam pela nossa vida, marcam época, mas com o passar dos anos ficam a margem do nosso pensamento, nós as esquecemos involuntariamente, esquecemos como estas pessoas marcaram no percurso da nossa vida, o favor e a ajuda que elas nos deram oferecendo-nos oportunidades de crescimento e conhecimento, dividindo ideais, fazendo do seu sonho o nosso sonho. Vamos falar de Jair Meira Ramos, o Jájá Ramos, não por questão de saudosismo e sim por reconhecimento, ele chegou a Guarapuava oriundo de Prudentopolis cidade onde nasceu exerceu em nossa comunidade varias atividades profissionais começou como auxiliar de contabilidade mais já demonstrava vocação radiofônica e não tardou em assumir essa nova função na qual atuou em varias emissoras (Cultura, Difusora e Atalaia). Dentro da área de comunicação foi relator do jornal Esquema Oeste por vários anos dirigindo a coluna de esporte, também no jornal Estado do Paraná mandava noticias da nossa cidade. Jair Ramos torcedor ferrenho do Santos F.C. doente por essa camisa alvi negra da Baixada Santista mais foi em outro alvinegro que lembramos do Jájá, o Guarapuava E.C. onde atuou como atleta, Técnico e Diretor com vários serviços prestados a essa agremiação. No esporte o que marcou Jair foi quando idealizou o Campeonato Dente de Leite em1975, com toda a certeza falo que foi o melhor evento desta categoria de todos os tempos, revelou grandes atletas para o amador e também profissional. Hoje quem disputou aquele campeonato, já são quase cincoentões, mais muitos deles fizeram historia no futebol guarapuavano, o maior orgulho de Jájá quando ele fez o selecionado do campeonato é de ter ficado mais de 50 partidas invicto. Como é bom lembrar desta época, pois não podemos comprar o tempo e voltar atrás, o tempo passado não se encontra a venda nas prateleiras da vida. Nosso amigo tentou sorte na política mais o que conseguiu foi ser suplente de vereador, mais tarde assumiu cargo importante como coordenador do PROCON , mais seu maior sonho se realizou, achou algo mais interessante que o esporte e se formou em Direito, hoje é considerado uns dos grandes criminalistas da região. O tempo passa o tempo voa, mais ainda da tempo de agradecer a este grande cidadão guarapuavano pelo seus serviços prestados a varias gerações de atletas da nossa comunidade, pois um coração agradecido pesa menos, Jair Ramos você é um vencedor, venceu os seus desafios , alcançou seus objetivos, sempre teve lucidez e segurança naquilo que acreditava fixou-se no futuro e por isso pode afirmar “Lutou e Venceu “.

2 comentários:

Alberto dos Anjos disse...

Sou leitor assíduo deste blog, e é com alegria que tenho a oportunidade de reviver momentos inesquecíveis passados em Guarapuava. É muito bom ver pessoas queridas lembradas e homenageadas neste cantinho agradável de "lembranças especiais". Com imensa satisfação vejo este artigo sobre o Jair Ramos, o "JAJÁ", como era chamado nos primeiros tempos de reporter esportivo. Grande Jair, que saudades daquele campeonato "DENTE-DE-LEITE de 1975", onde surgiram tantas revelações para o esporte guarapuavano; posso citar como exemplo dessas revelações o "TITULAR deste BLOG". Citando o "DIRCEU PATO", espero ter homenageado tantos outros que disputaram aquele inesquecível campeonato, o qual eu também o disputei, talvez com menos brilho que muitos outros... mas não esqueço daquelas tardes de sábado nos estádios do Gremio, da Madeirith, do 26º GAC e do saudoso "Lobo Solitário". Pensei não citar o estádio "Lobo Solitário" para não ficar triste,(lembrando de sua demolição); mas a história assim me obriga. Bem, voltemos aos bons momentos... mais uma vez expresso meu carinho e afeto ao "JAIR"; mesmo não tendo contato há algum tempo, é muito bom lembrar de pessoas com quem convivi e que de alguma forma, com seus ensinamentos e maneira de viver, acrescentaram algo de positivo na minha formação. Abraços...

Anderson Nunes disse...

Olá!

Meu nome é Anderson Nunes. Já deve imaginar. Sou filho do Altevir Nunes e também teno essa foto aqui em casa. Que legal poder encontrá-la como recordação de outros.

O pai esta com perfil no Orkut. Basta buscá-lo pelo nome.

Grande abraço!