Quem sou eu

Minha foto
Publicarei noticias esportivas de guarapuava e região , e algumas fotos da história do futebol em guarapuava .

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

HISTÓRIAS DE GUARAPUAVA


HISTÓRIAS DE GUARAPUAVA...
No dia 15 de fevereiro de 1929, foi estampado na pagina 03 do DIÁRIO CARIOCA n-182, a noticia do assassinato do prefeito de Guarapuava o Sr Antonio Ribeiro de Brito ainda ignorando os motivos do acontecido. O falecido era genro do Coronel Solano Alves de Camargo, irmão do Presidente Afonso Camargo. Enquanto era concretizado todos os atos fúnebres, com a presença de grande numero de políticos do estado, descobriu-se o mandatário, a responsabilidade do assassínio fora do fazendeiro Generoso Mendes Araujo, conhecido na cidade como Tino. O qual relatou que contratou os indivíduos Benedito Ferraz e Benedito Fusil, que logo foram capturados pela forca policial e trancafiados na cadeia local. Uma semana apos o fatídico o fazendeiro Generoso Teixeira mandatário do assassinato do prefeito de Guarapuava já assumindo a perpretacão do crime atentou sobre sua própria vida e faleceu suicidando dentro da cadeia . O jornal não conseguiu noticias dos motivos do atentado ao prefeito . Sem mais esta é uma história de Guarapuava



JORNAL A NOITE (RJ) terça feira, 15 de outubro de 1935.
Com o titulo expressivo é noticiado a morte de um assassino. Em 14-02-1929 em Guarapuava teve um despertar dos mais trágicos. Numa das suas ruas pela madrugada foi encontrado o corpo do Dr Antonio Ribeiro de Brito, prefeito municipal, uma unica bala, transfixante a aorta pulmonar, tira-lhe a vida. Esta morte em circunstância misteriosa , descobriu-se apos , uma emboscada coordenada pelo fazendeiro Generoso , o Tino ,conhecido autor celebre, este preso, envenenou-se e partiu para a necropsia. Outros comparsas os Beneditos ( Fusil e Ferraz) que ganhariam o primeiro um carro Ford e o segundo um cavalo arreada.Descobriu-se a intriga do assassino-suicida com o prefeito, numa briga judicial por um certo imóvel. O juri condenou-os a trinta anos de prisão. Benedito Fusil fugiu da cadeia com audácia e inteligência , não logrando meio de serrar os grossos vergões da prisão escavou a parede numa forca inconcebível e fugindo pela brecha. Enquanto seu companheiro Benedito Ferraz, durante a confusão da revolução de 1930 veio a ser absolvido na comarca de Prudentópolis. Após a fuga Fusil refugiou-se no sertão guarapuavano num lugar conhecido como Grongoró, um lugar inacessível aos recursos precarissimos da policia local, fez do seu canto uma fortaleza, levantando tem os em sua roda uma trincheira de troncos derrubados. O destinos porém tem os seus desígnios. Numa carreira de cavalos em Serro Verde atraído pela animação das apostas,ele se mistura ao povo.Briguento e mal encarado, trava-se de razões com um outro valente do lugar , Honório Machado. Para homens dessa tempera, as palavras sempre são poucas, Benedito Fusil descarrega o seu revolver no contentor desabusado derrubando-o j;a na vala da agonia. Julga-se num relance, vitorioso mais uma vez. Triste ilusão, seu percurso estava no final.O adversário ferido abate-o com um tiro certeiro. Morreu assim o outro matador do prefeito... aqui se faz aqui se paga.

Nenhum comentário: