Quem sou eu

Minha foto
Publicarei noticias esportivas de guarapuava e região , e algumas fotos da história do futebol em guarapuava .

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

FOTOS ANTIGAS DE GUARAPUAVA (2)

FOTOS DO ACIDENTE AÉREO DE 1959 EM GUARAPUAVA ACONTECIDO NO MÊS DE NOVEMBRO NA ESQUINA DA GUAIRA E XAVIER DA SILVA, ONDE LEVOU A ÓBITO 9 PESSOAS E 3 FERIDOS QUE RETORNAVAM DA MISSA NA ESCOLA DOMINICAL DA IGREJA PRESBITERIANA BETEL NA SANTANA NA MANHA DE DOMINGO ,TODAS AS VITIMAS ERAM PARENTES, SOBREVIVEU DONA CACILDA E JOEL JONSSON QUE NA OCASIAO ESTAVA NO VENTRE DA MESMA . O AVIÃO ERA UM BI-MOTOR DA COMPANHIA DE AVIAÇÃO DA CIDADE DE CURITIBA. CONTA A HISTÓRIA QUE O PILOTO ERA DE FAMÍLIA TRADICIONAL , E O DESASTRE OCORREU QUANDO O CONDUTOR DA AERONAVE QUIS SE MOSTRAR A UMA MOÇA QUE ELE TINHA CONHECIDO NO CLUBE GUAIRA NO BAILE NA NOITE ANTERIOR, PERDENDO O CONTROLE DA MAQUINA QUE BATEU A ASA NUM POSTE E CHOCANDO-SE AO SOLO PRÓXIMO A UM ÓNIBUS QUE SAIA DE GUARAPUAVA A FOZ DO IGUAÇÚ.







16 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Dirceu, a notícia do acidente aéreo em Guarapuva, no dia 8 ou 9 de novembro de 1959, é fato histórico. Sou sobrinho de uma das vítimas. Lembro-me bem das fotos publicadas na Tribuna do Paraná na época. Algumas correções devem ser feitas. Confira o arquivo da Tribuna. Os fiéis atingidos (uma família inteira, salvando-se apenas a mãe)saíam de uma igreja protestante (não havia diocese na época, logo nem catedral), o avião era um monomotor da FAB, um NA-T6, que foi a Guarapuava pilotado por oficial oriundo de cidade, que fora entragar uma comenda a um aviador civil da cidade, que voava com ele no momento do acidente.

blog do pato disse...

agradeço seu post, preciso se vc tiver relato da tribuna do parana me mande por e-mail, as fotos ganhei de um amigo e os relatos achei em um livro mais vc esta ajudando bastante pra relembrear esse fatidico acidente a qual vc perdeu alguem da familia.Estou a disposição para mais detalhes...um abraço e continue nos prestigiando e nos auxiliando.

Anônimo disse...

Dirceu, verificarei nos arquivos da Tribuna do Paraná, se é que eles ainda devam ter cópia do jornal dos dias 8 e 9 de novembro de 1959. Tão logo tenha novidades, restabelecerei contato com você.

Anônimo disse...

ola: a diocese realmente só foi criada em 1965 (http://pt.wikipedia.org/wiki/Diocese_de_Guarapuava), mas a catedral foi construida em 1841 então já estava lá
Soube relatos de que o avião fazia acrobacias sobre o povo que estava na praça 9 de dezembro logo após a missa de domingo é o que ouvi abç

blog do pato disse...

BLZ...OBRIGADO PELAS INFORMAÇÕES, SE TIVER FOTOS ANTIGAS PODE MANDAR POR E-MAIL ...VALEU , NÃO SEI SEU NOME, MAS UM ABRAÇO.

Talento Imoveis disse...

Prezado Dirceu visitei,o seu blog vi
que voce,tem algumas fotos antigas de
Gurapuava.
Meu nome Alaor tenho uma imobiliaria
na Cidade .
Sou apaixonado por fotos antigas,gostaria de saber do presado,
amigo.Se e possivel a autorizaçao pra,divulgar as suas fotos antigas em
nosso blog de imoveis.
O nome de nossa imobiliaria
Talento Imoveis.
O endereço de nosso blog e:
Email pra contato:
talentoimoveis@hotmail.com
belavistanoticias.blogspot.com
Aguardo contato Dirceu AT:Alaor.

batista disse...

gostei muito das foto antigas em guarapuava.

blogão do elvys disse...

dirceu nesse acidente morreu o primo da minha bisavó o nome dele era joel jhonson, e sua esposa ficou queimada mas sobreviveu, mas morreram dois filhos dela e um sobrinho, filho de vitor de lima, dessa familia existe o joel filho de joel jhonson que morreu no acidente.Meu nome é elvys de oliveira machado natural de turvo pr

Anônimo disse...

de fato! Conheço pessoalmente o joel jhonsson, ele estava no ventre de su Mae no dia do acidente. A familia nao voltava da missa, voltava da igreja presbiteriana betel, que fica na santana. esta historia ainda esta viva na memoria de muitos! Hoje ele e sua familia moram em SC! Abraços e espero ter contribuido!

Eder disse...

Dirceu,

Todas as vitimas eram meus parentes, a sobrevivente foi a tia Calcilda(ja falecida) e o Joel Jonsson que na ocasiao estava no ventre da mesma, e o filho do Vitor de Lima(Isaias), mencionado pelo Elvys, é irmão do meu pai, Eziquel de Lima(hoje é professor/geógrafo no Visconde), todas as vitimas, realmente, retornavam da Escola Dominical da Igreja Presbiteriana.

Abraços, Eder!

blog do pato disse...

VALEU EDER E ELVIS PELA AJUDA,A REMONTEI O TOPICO...VALEU, UM ABRAÇO.

Eder disse...

Dirceu,

só mais uma observação: O Vitor de Lima não estava junto, ele somente foi mencionado por ser pai de uma das vitimas. E as vitimas retornavam da Escola Dominical da Igreja Presbiteriana Central, pois nessa data ainda nao existia a Igreja Presbiteriana Betel.

abraço, Eder!

Anônimo disse...

Meu tio Pedro Mysrinsky foi um dos sobreviventes deste acidente, ele era uma das 3 pessoas que estavam no ônibus que foi atingido, ele está vivo ainda e foi ele que comentou sobre o acidente e então encontramos as fotos no seu blog.

Marcos

Anônimo disse...

Ler esta reportagem me fez voltar as lembranças de nossa familia.Sou sobrinha de Cacilda(in memorian).Recordo minha avó,irmã de Cacilda,contando que além da tristeza do acontecido,o odor de carne assada era sentido no velório,uma coisa desesperadora,as crianças ali queimadas,lembro que tia Cacilda uma mulher temente a Deus,nunca reclamou ou fez algum tipo de comentário que fosse de blasfemia,sofreu,perdeu filhos,marido,ficou grávida e com as mãos e rosto queimados,criou meu primo, junto de minha bisavó a qual viveu até mais de 90 anos,minha tia faleceu e meu primo fico aí em Guarapuava,hj mora em SC.
Obgada por nos deixar reviver essa tragédia mas poder falar de minha tia e sua fé em Deus.

Edi Carlo Rodrigues da Veiga disse...

Eu fiquei sabendo desse acontecimento ontem, quem me contou foi o próprio Joel o filho q estava na barriga de sua mãe, ele reside aqui naminha cidade, Jaraguá do Sul, e trabalha em um posto de combustível de frentista perto de minha casa.

renatao disse...

Era um domingo de manhã, brincava no quintal de minha casa onde moramos de 1958 ha 1961, meu pai trabalha no Banco do Brasil, vi quando o avião passou bem baixinho sobre nós pois moravamos uma quadra acima do acidente...Moramos numa esquina proximo a uma igreja. Alguem poderia informar o nome da rua, acho que havia uma praça. ou campo na frente da casa. Ate pouco tempo tinhanmos um pedaço da fuselagem, que dou para alguem que não lembro...